A ligadura elástica consiste na aplicação de um anel elástico na porção mucosa dos mamilos hemorroidários (área menos sensível para dor), causando assim, a necrose e eliminação da hemorroida, além de produzir uma fixação inflamatória da mucosa, evitando a sua exteriorização através do ânus, durante a evacuação. Quanto ao número de sessões necessárias para o tratamento completo, isto dependerá do número de hemorroidas. Normalmente, é melhor tratar um mamilo por sessão, o que gera menor desconforto e menor risco de complicações. Os resultados com a ligadura elástica são positivos, levando a uma redução de 80% nas indicações de cirurgia, ou seja, a cada dez pacientes, oito se beneficiarão da ligadura elástica. Segundo a literatura médica, o índice de satisfação dos pacientes com a ligadura elástica é de 90%, sendo que a chance de cura em uma única aplicação é de 60% a 70%. É indicada para os casos de hemorroidas de 1 e 2 graus (hemorroidas internas). É necessário realizar um preparo para esvaziar o reto antes do procedimento. Não use, antes e depois do procedimento, Aspirina, AAS ou qualquer anticoagulante.

Preparo para a realização da ligadura elástica no período da tarde:

» aplicar 1 bisnaga de Minilax® as 8 e 12 horas, no dia do exame, para limpar o reto, caso não seja alérgico.

» não há necessidade de dieta especial, jejum ou sedação.

» comparecer à Clínica Procto Gastro no dia e hora marcados.

» não há obrigatoriedade de vir acompanhado (a) por um adulto.

» se estiver tomando alguma medicação via oral, mantê-la em seu horário habitual.

O que você pode apresentar após o procedimento:

A resposta e tolerância ao procedimento são individuais, enquanto umas pessoas voltam as atividades regulares quase que imediatamente, outras podem necessitar de 1 a 2 dias de repouso domiciliar.

Dor anal: tipo aperto, ou mesmo um desconforto (vontade de evacuar), de curta duração (24 a 36 horas), e melhora com o uso dos analgésicos prescritos. Dor severa é incomum e precisa ser comunicada por estar associado à infecção.

Sangramento anal: geralmente de pequeno volume e ocorre durante às evacuações. São raros os sangramentos intensos que necessitam de hospitalização e cirurgia para a resolução.

Infecção local: complicação rara e caracterizada pela febre, dor anal intensa, latejante e contínua; geralmente acompanhada da dificuldade para urinar, mas na sua maioria, responde rapidamente ao uso de antibióticos e raramente evolui.

Retorno dos sintomas das hemorroidas: deve-se ao aparecimento de novas hemorroidas, as quais são, na sua maioria, facilmente religadas.